Follow by Email

segunda-feira, 16 de maio de 2011

As palavras de Fernando Dacosta no prefácio a FADO AZUL

Numa altura em que toda a cultura portuguesa, mercê da globalização, se descaracteriza, é no fado que está a preservar-se a nossa mais genuína identidade. Daí a revitalização nele observada através de novas gerações de grandes intérpretes.
Helena Sarmento afirma-se, pelo estilo próprio, voz singular, repertório original, comunicabilidade envolvente, uma referência nesse movimento já irreversível. O seu presente CD coloca-a, a partir de agora, na primeira linha dos fadistas fadados para puxar-nos o futuro. (Fernando Dacosta)

Sem comentários:

Enviar um comentário